Bombas originais são acionadas na João Corrêa e na Campina

Por Marina Klein Telles

Duas bombas originais com vazão de 2,5 mil litros por segundo foram ligadas nas Casas de Bombas da João Corrêa e na Campina, no início da noite de segunda-feira (27) e já na madrugada de terça-feira (28), respectivamente. Com isso, somado às bombas móveis, a capacidade instalada de drenagem é superior a 9 mil litros por segundo, na Vicentina, e ultrapassa os 10 mil litros por segundo no bairro Campina.

Na região do Santos Dumont, duas bombas móveis seguem operando com vazão superior a 6 mil litros por segundo. Na região, a Casa de Bombas Santo Afonso segue inoperante. A unidade é administrada pela prefeitura de Novo Hamburgo. De acordo com a Higra, empresa responsável pela fabricação das bombas móveis, somente nestes dispositivos, já foram drenados mais de 10 bilhões de litros d’água dos bairros para o Rio dos Sinos.

Foto: Divulgação | Fonte: Assessoria
Publicidade

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.